Tão grande é o vazio da alma,
ao de ti me separar,
que mesmo a saudade imensa
é pequena em teu lugar!

E eu vou levando a vida.
Vives lá , eu vivo aqui,
mas a vida não é vida,
se eu vivo a vida sem ti!

Na solidão e no tédio,
em que tristonha, hoje, vivo,
a saudade é um remédio,
teu amor- um lenitivo...

Nada fala neste mundo,
tanto bem de nossas vidas,
como o silêncio profundo,
de duas bocas unidas.

Desse amor não sou culpado...
Nem mesmo culpo a ti!
A gente ama ou é amado,
sem nunca saber porquê!

Prof: Esmerilda Soares Carneiro da Rocha



Encontrei esse verso, feito pela minha mãe :
Prof: Esmerilda Soares Carneiro da Rocha,
da qual muito me orgulho.

Com um beijo de sua filha que a ama muito.
Eda

::: Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página :::

 



CrysGráficos&Design