Queixumes

Deixa-me te amar,
com esta suave melodia,
com minh'alma e meu coração!..

Deixa-me te amar ,
sem queixumes de dor !
Deixa-me viver este momento de amor,
só nosso, em que tu e eu somos um,
apenas um!

A alma se fundiu,
ganhou espaço,
dança leve, como pluma,
sem direçao, sem tua mão!..

Deixa-me te amar,
como se fosse hoje nosso dia!
Pudera eu estar junto, agora, na semeadura
de nosso amor ,onde sementes jogadas
seriam pérolas, sem lágrimas de dor!..

Deixa-me te amar!
Hoje, amanhã e depois!
E, no futuro ficará a lembrança
deste nosso famoso momento de
" Amor"!..

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"

Deixa Que Eu Chore

Deixa que eu chore
todas as lágrimas de saudade
que tua ausência me causa...

Deixa que eu chore
toda a tristeza que a solidão
impõe ao meu coração...

Deixa que eu chore
esse imenso intervalo que nos separa,
transbordando da minha vida
este Amor que trago por ti
sem poder te ofertar!..

Deixa que eu chore
a falta de teus beijos a secar estas lágrimas
que traçam marcantes caminhos
em minha face...

Deixa que eu chore
o amargo nos meus lábios
que sentem a falta da doçura
que trazes nos lábios teus...

Deixa que eu chore
e chore lágrimas, em forma de cristais
ao sentir que tua presença se fará real,
pois já te sinto próximo, diminuindo essa distância,
essa saudade, essa tristeza, e, me fazendo
em riso tímido, sussurrar teu nome
como hóstia da vida
a me trazer de volta
a alegria de viver este Amor
que é tão somente
meu e teu!..

Deixa que eu chore
todas as lágrimas de emoção
em ter-te novamente junto a mim
traze de volta minha luz, minha alegria
minha felicidade enfim...

Deixa que eu transforme agora,
meu chorar pelo meu sorrir,
pois fazes parte de mim,
não importando o tempo que passa,
pois és par de minha asa,
e sem ti, não saberei
voar!..

Thais S Francisco
" Beijaflor"

Momento de Amor

Deixa-me sair do meu casulo,
para que amanhã seja tua borboleta,
e no futuro, borboleta de transparentes asas ,
de nosso momento de tão sublime Amor!...

Deixa-me sair deste casulo,
como se fosse nosso infinito dia ,
de uma noite sem fim.

Deixa-me morrer de amor!...
Deixa-me ser tua borboleta multicolorida,
e feliz, com meu corpo resplandescente,
e a alma transbordando sementes de flor!

Voarei pelos espaços afora,
neste céu azul anil, com minh'alma
e que meu corpo, sublime e leve,
como plumas brancas, permaneça
ao seu lado, na terra,
e minh'alma voará livre e solta,
para este momento de " Amor'

Maria Aparecida Macedo
" Maria Anjinha"




Menu ::: Voltar


 

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

CrysGráficos&Design
Webmaster e Designer:Crys