Neste Tango desenfreado,
cheio de amor latente,
dançamos!..
Cavalheiro e dama intrépidos,
pés no éter divino,
coxas bamboleantes,
passos mirabolantes,
um Tango à la Gardel,
onde tudo é sonho, encantamento!..

Tomo-te, em meus braços,
ato consumado,
música latente que nos envolve,
nesse compasso cadenciado,
onde vibra o amor,
como cascata!..
Conduzo-te, firmemente,
torrente de emoções, em minha alma
poço sem fundo, para amar e ser amado!

Seguimos esta cadência,
como cartas marcadas,
mais uma vez, cabeça com cabeça,
olhos nos olhos,
boca aflorada!..

Nervos à flor da pele,
sexo insaciável,
beijo teus lábios,
abro meus olhos:
Sonhos!..
Tango que se consumou,
em sonhos de amor contigo!..

Eda Carneiro da Rocha


 
 

 


CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

 

Tube: Márcio C.

Música:Tango-Ricardo Monteiro