Solto meu grito ao mundo,
na ânsia de querer-te, como louca
nesta Balada dos Impossíveis,
onde nos encontraremos
nos atos do meu amar!

Serei o que te prometi:
” Ar, Céu e Mar”
Te possuirei, corpo e alma
bendizendo aos Deuses este Amor!..

Vem agora, não me deixes esperar.
Faz-se a hora de poder te amar,
no Crepúsculo de um Céu sonhado,
me abrirei para ti, pétala adormecida,
neste meu ousado reinventar!

Reinventarei hoje e sempre,
a arte da sedução,
pra te levar embora,
te colocar no meu altar,
conjugando finalmente o verbo amar!


Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"

 

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

 

::: CrysJuanGráficos&Design :::