Se for para falar de amor
chama-me, pois sou toda amor.
O orvalho da noite que te refresca
neste calor tórrido!

Sou alguém que te ama
conhecendo este sentimento
cantado neste momento,
com a emoção dos deuses
que espera teu suave beijo!

Teu beijo suave que me inebria
a toda hora e a todo dia.
Nada mais!
Esperando na vida
teus olhos iluminados,
farol dos olhos meus!..

Se for para falar de amor
ouve-me agora, sem hora,
sem tempo, neste presente
em que estamos juntos,
como estrelas ao luar.

Duas que somos,
nesta imensidão, sob o mar
que descortino, em teu cantar,
em teu falar , pois só queremos,
só vivemos neste mundo para:

" Falar de Amor!..

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"




 

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

 

::: CrysJuanGráficos&Design :::