Cantantes, alegres, lá estão elas...
Voando, querendo se desprender,
como se fosse possível!..

Presas, por um pregador
que cerceiam sua liberdade,
esvoaçam, como seres, dizendo:
" Quero sair por este céu afora,
levar meu canto e meu pranto,
dizer tudo o que fiz .
os lugares em que fui,
dos mais simples aos mais deslumbrantes!..

Freqüentei museus, salas de música, palácios,
casebres, gente rica e pobre.
A todos levava uma palavra:
" A do Amor'!
Da minha roupa mais luxuosa,
à calça jeans, companheira de todos os dias,
em que me deliciava
em dar a volta ao mundo...

Agora, estou presa neste varal!
Não mais corro, não mais sonho.
Soltem-me! Deixem-me ir!..

Só quero a liberdade de ir, novamente,
acompanhada com meu amor,
por este mundo sem fim!..

Eda Carneiro da Rocha

 


CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

 

 

sica:Ave Maria-Pietro Mascagni