Não sei, como fazer estas rimas.
Rimas de Saudade de mim,
de ti, de nós que ficamos a escolher
as rimas de Saudade, para não enlouquecer!..

Componho este poema, sem pretensão,
de rimas, rimadas, marcadas pelas sílabas
de Sau-da-de que nunca vai embora,
me fazendo tanto sofrer, padecer!..

Então, junto a esta Sau-da-de
uma grande E-ter-ni-da-de,
com beijos em profusão, para marcar
todas as rimas de que fala meu coração!

Ah! Rimas!
Rimas de Sau-da-de!
De A-mor,
De Pai-xão,
para compreender
que são apenas rimas,
Rimas de Sau-da-de
que me farão entrever
todo teu coração!..

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

::: Crysgráficos&Design :::