Quisera eu envolver-te, em meus braços,
entre compassos!
Quisera te dar todo o meu amor!
Quisera eu, como quisera!..

Moça linda, vendo o verde do meu mundo,
onde seríamos somente amor profundo,
regado à Borboletas e Flores,
recebendo todos os louvores!

Como quisera te perpetuar agora,
em que o poente se vai embora!
Pássaros entoam sua canção de ninar,
para que não te vás, assim, sem hora!..

Espera, Amor Meu!
A noite chegará,
nos amaremos,
no silêncio das Estrelas,
a Lua, como testemunha,
de como quisera amar-te agora!..

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

::: Crysgráficos&Design :::