Com esta música lânguida, sensual,
te possuo, como qualquer mortal...
Chicotadas utópicas na hora do amar,
te satisfaço toda, neste frêmito de amor!

Te pego pelos cabelos, pelo corpo,
te amo, selvagemente,
ouço teus sussuros de quero mais,
de não pares, amor, estou quase no ponto,
de te dizer o quão de profano te sinto agora,
nesta orgia triunfal, em que corpos sedentos de amor
se procuram até à loucura total!

Vamos, " Baby", ainda um pouco mais.
Quero beber desta seiva incontida,
nestes lábios que te esperam há tanto tempo,
que te digo ainda uma vez:
" Vem, quero-te agora, me deixes louco"!..

Eda Carneiro da Rocha



CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

 


 

Midi:Comher