Quando o vento soprar forte
e estiverdes só,
não tenhas medo!
Vem nos meus braços,
dá-me um abraço
e fala-me apenas de amor!..

Quando o vento gemer,
na tarde que se aproxima,
do Crepúsculo bendito
em que pássaros procuram abrigo,
Vem, pois aqui estou!

Quando o vento estiver brando
que nem uma folha caia,
nem uma pétala se desprenda das flores,
chama-me, pois sou Teu Senhor!

Chama-me, hoje, amanhã e depois
pois sou Teu Senhor e contigo estou,
para te proteger do vento, do frio e do calor!

Quando o Vento...

Vem,
Ama-me,
Fica comigo,
pois sem ti,
nada sou!..


Eda Carneiro da Rocha
” Poeta Amor”


 

 

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

 

::: CrysJuanGráficos&Design :::