Ah... Se eu pudesse...
Ser como uma pluma.
Leve, voando ao sabor do vento
E quando não mais ventasse
De tão leve, na terra eu pousasse.

Ah... Nesse momento, meu amor!
Em ti, eu me ataria
E nem o passar do tempo
E nem a força do vento,
Com esse amor acabaria.

E juntos, meu amor!
Voaríamos, não importa pra onde,
Teríamos a força do vento
E todo o tempo do tempo!
Para vivermos esse alento.

E nem o passar do tempo,
E nem a força do vento,
Poderia separar esse amor.
Tão grande, em sua verdade.
Iríamos rumo as estrelas,
Voando juntos...
Pra eternidade!

Edna Liany Carreon


::: Menu ::: Voltar :::


CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

 

CrysGráficos&Design