Não fui mãe, não tive filhos.
Só Deus sabe o porquê...
Mas os amaria.
Ah! Se os amaria...
Uma menininha de olhos azuis e
um menininho lindo me fariam companhia.

Mas não pari.
Pari apenas uma diva, na minha vida:
" Poesia"! " Poesia"!
Embalada ,pelos seus doces cânticos,
amo, amei e amarei, em profusão,
essa magia que faço, com toda esta alquimia,
que me percorre a pele, os sentidos,
a alma,o coração, só me fazendo levar o amor!..

Através dessa musa, canto meu cântico de amor.
Levo-o pelos ares, aos seres que a amam
agradecem e lêem meus versos.
Versos de amor, paridos de um coração
que só sabe cantar e decantar a fada de minha vida,
cheia de sofrimento que o poeta tira de sua alma.
De contentamento que acha, em suas rimas,
para só dar este mágico momento:
" Parir Poesia e Ser Feliz"!..

Ofereço este Poema a Excelsa Poeta Catarina Fontan, agradecendo a inspiração
que me deu, para fazer este poema: " Parir Poesia"

Eda Carneiro da Rocha



CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!