Já não sei mais o que fazer,
nem o que dizer, com esta saudade
que me invade!..

Quer ser companhia única de mim, de ti,
de todos os momentos, em nossa vida!

Não sei como me pegou, assim,
tão desprevenida...
Acho que só tenho um jeito
dela me libertar!..

Colocá-la para fora.
Expulsá-la, ir embora, sem ela.
Ficar com ela, parindo saudade,
até expurgá-la, definitivamente,
parindo este sentimento que me invade!

Não sei, meu Deus o que mais posso eu fazer,
dos meus dias e minhas noites?
Viver, assim, é como partir do porto solidão,
sem saber, se voltamos um dia!..

E, quando este dia chegar,
ela estará no cais, me esperando
de braços abertos, com um riso contagiante.
Com braços e abraços, beijos de sonhos que darei,
para me livrar dela de uma vez!..

Acabou!
Pari toda a minha saudade.
Nasceu de novo um grande amor,
que comigo ficou!..

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"




::: Menu ::: Voltar :::

 

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

 


CrysGráficos&Design
Webmaster e Designer:Crys