Hoje, vi uma panela vazia.
Nada vi dentro...
Só a fome!
Mas há tantos tipos de fome...
Fome de alimento, fome de amor, fome de palavras,
fome de um amor comungado e tantas outras coisas....
Pensei nas pessoas e na sua instabilidade.
Um dia, nos dão tudo.
Noutro dia ,nos tiram o que deram.
Não sabem se conservar estáveis, em seus sentimentos.
Misturam tudo...
Abrem a panela de nosso coração e querem fazer um prato especial.
Quase conseguem...
Por pouco, sairia o melhor prato do mundo,
mas o sal que colocaram, tirou todo o sabor da tal receita!
e, com pena, jogamos fora tudo que se encontrava nesta panela.
Panela da vida, vazia, como tanta gente...
Gente que se queixa de que não é amada, que não encontra o seu amor,
que é infeliz e nada faz para encontrar a verdadeira " Felicidade"!
Mas a " Verdadeira Felicidade "consiste em nós mesmos.
Se não nos amarmos, jamais alguém nos amará!
Seremos a eterna " Panela Vazia" que nada consegue preencher.
Graças a Deus, conheço muita Panela Cheia.
Cheia de "Amor" repartido, sem dor!
Dão um pouquinho daqui, outro pouquinho de lá.
E, com isso, fazem a nossa vida se tornar bem melhor...
Obrigada, " Meu Pai"!
Que a minha Panela nunca fique vazia...
Que eu tenha sempre algo para oferecer e que não
seja, como certas pessoas, que somem na quentura do refogado,
quando ele se queima e que tem que ser jogado fora...

Um beijo terno de
Eda
" Poeta Amor"




::: Menu ::: Voltar :::


CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

 

CrysGráficos&Design