Ousada, deitada me esperas
Tua ousadia me convida a fazer amor
Vem nos meus braços neste compasso
Chega-te mais agora, sem hora
Amemo-nos enlouquecidamente!

Dá-me tua boca ávida e sensual
Que me convida a um caso não banal
Ficaremos juntos nesta vida
Sem esta esperança perdida

Deixaremos que sonhos aconteçam
Que não serão apenas lembranças
Nesta vida tão cheia de andanças...

Estou aqui e te espero impacientemente
Coroemos este enlace perdidamente
Amemo-nos apaixonadamente!

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"



 

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

 

 

::: CrysJuanGráficos&Design :::