Olhares que procuram os meus.
Na aventura dos teus
Que não me enxergam
Estando eu tão perto...

Olhares longínquos
Perdidos, esquecidos,
No meu eu que procura o teu!

Como tenho te procurado, amado!
Esperado a luz deste farol
Que são teus olhos

Olhos incansáveis
Bonitos olhos, lindos olhares
Que me espreitam, me desejam
Mas não encontram os meus

Continuarei a procurar
Este par de olhos buliçosos...
Continuarei a te amar
Nesta distância incontida
Fanal dos dias meus.

Eda Carneiro da Rocha
“ Poeta Amor”

 

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

 

::: CrysJuanGráficos&Design :::