Não quero mais chorar
as tristezas minhas
infindas
divididas
sopradas
ameaçadas
por todo este amor
lindo e avassalador!

Não!
Não quero mais chorar
O Pranto chorado
de um Poeta
que se esvai em lamentos
de amor!

Não!
Não!
Não quero e não posso mais chorar
pois meu pranto,
nunca mais te trará de volta!

Foste embora numa Estrela
a mesma que te trouxe.
Saúdo-a, com esta saudade
que me mitiga a alma
de um Poeta tolo e sonhador
que nada aprendeu dando tanto
” Amor”


Eda Carneiro da Rocha
” Poeta Amor”



 

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

 

::: CrysJuanGráficos&Design :::