Na Imensidão com que te contemplo
Nada vejo, só entrevejo!
Dias recheados de Luz,
Sem dar lugar à Sombra,
à Tristeza e ao Desânimo!

Nesta tão grande Imensidão
Tens tudo, que é meu coração.
Meus olhos meigos e teus
que te olham somente com Amor!

E nos campos cheinhos de flor
És a primeira dentre elas
A rosa mais bela
que tomou meu viver!

O cravo da lapela
o alecrim perfumado
a seiva da alfazema
do benjoim amado!

És tudo na minha vida.
Paixão encandescida
Foco do meu viver
Lua prateada
Estrelas dançantes
Cometas espalhados
Neste céu de anil!

Vem, nesta Imensidão!
Brincaremos, como crianças,
barquinhos na areia
castelos e mais castelos
nesta Imensidão
que é todo o meu coração!..

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"

 

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

 

::: CrysJuanGráficos&Design :::