.

 



Nos meus anseios,
na minha vida,
foste musa de mim!
Na noite infinita,
no compor de meus versos,
na minha tristeza infinda,
foste musa de mim!..

Musa de mim!
Perco-me em ti,
em teus braços, em teu nome,
no poema que começa,
no fim do meu poema,
estás sempre presente
em minha inspiração!

Na alma que procuro,
na vida de poeta errante,
na estrada dos meus caminhos,
foste Musa de Mim!

Hoje, te entrevejo,
te componho um poema,
de Fé e Fantasia,
em que serás Minha Musa,
de hoje, de ontem ,
do meu futurescer,
que sempre estará a viver!..

Eda Carneiro da Rocha

 

 


CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!
 

 

Design: Formatadora de Sonhos

Quadro:www.nena.com.br