Mulher, palavra doce,
que me embala no colo
qu me faz te amar, como te amo!

Mulheres, tantas outras que admiro...
Não poderia dizer seus nomes...
Não caberia neste poema!..

Assim invoco teu nome sacrossanto!
Mulher menina, mãe, amante, avó,
esposa, amiga...
És tudo, sendo nada
tal a tua simplicidade...

Nunca sabes dizer !
" Não"!
Preferes o
" Sim"!

E vais vivendo nesta doce ilusão,
de ser amada nesta tua legião de fãs
que dizem e redizem:
" Mulher, nada mais do que uma
" Mulher"

Guerreira, audaz, ternura e afagos.
Mãe Mulher te amo neste dia, como em todos,
pois não és mais do que uma
" Mulher"!

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"


 

::: Menu ::: Voltar :::

 

  CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

 

CrysGráficos&Design