Teus Olhos

Hoje, encontrei um par de olhos
verdes, como a imensidão do mar.
Não eram tristes.
De preferência alegres, francos e joviais.
Seu cabelo, preto ao longo dos ombros
caiam emoldurando um rosto de menina moça,
alegre, falando sobre a vida e seus amores:

Seus namorados.
Eu, quietinha sorvia meu açaí,
e impressionada fiquei,
com sua silhueta esbelta,
risonha, segurando os cabelos
como uma menina levada.

E, prometi-lhe fazer um poema
sobre seus olhos, verdes, bonitos,
como a imensidão do mar
que tudo quer tragar:
a alegria, o amor, a amizade
sentimentos puchados por ele
no seu rodamoinho da vida
que tudo quer carregar.

Mas essa jovem , ele não vai levar,
pois possui no olhar tanta alegria
que o mar irá embora ,com suas fortes ondas,
sem ao menos deixar que ela saiba
o que queria.
O seu amor buliçoso e alegre
esse, ele não vai levar.

Eda Carneiro da Rocha

 

....


CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!