Mitigar uma Saudade

Pegue com muito cuidado,
seus sentimentos envoltos
no mais puro papel que você tiver!
Embrulhe-os de uma maneira
que eles não se desfaçam!
Conte até três, respire fundo,
beije esse papel, onde você
os embrulhou e coloque
dentro o seu coração!

Não os solte!
Não queira que eles sejam ave liberta
que saiu do ninho!
Mantenha-os apertado contra você.
Olhe nos olhos, no fundo de seus olhos.
Aperte seus sentimentos,
suavemente contra seu corpo,
e celebre com emoção
essa saudade enorme, grande
que você sente e não quer matar!

Sinta-a como a dor
de uma gestante que está a trazer
um filho amado para este mundo!
E, depois de todo este ritual
de dor e amor,
fale com a alma desta saudade
que te consome, que te devora lentamente.
Chore! Não prenda este amor!

Aí, deixe que ela se vá!
Que vá embora e que o deixe
para sempre.
Que saia do seu coração
e leve com ela toda a dor desta separação!
Diga-lhe adeus
de uma vez por todas.
Se ame!
Procure ser feliz
com o que tem,
deixando que ela parta,
diminuindo sua dor
e lhe trazendo de novo um amor!

Eda Carneiro da Rocha

 

 

 


 

 

Imagens: MoonAndBackGraphics