Não posso voar, como Anjo,
mas Deus criou o amor.
para que pudéssemos voar,
como um único ser.

Pegaríamos as nossas mãos
e seríamos apenas um, como Anjo,
a voar, neste céu azul, encontrando
nossa outra asa, alma gêmea da nossa!..

E, tentei este vôo!..
Lancei-me neste Infinito,
te procurando e te achando,
Anjo que és, para segurar minhas mãos,
num momento extremo de Eterna Felicidade,
encontrei minha outra asa, para ser feliz!..

E voamos, agora, não em dois,
tranformamo-nos em apenas um
que se ama, se amarão nesta vida
pois somos humanos,
transformados em Anjos
em sublime elevação!..


Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"




::: Menu ::: Voltar :::


CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Imagem:Del/08

CrysGráficos&Design