Pássaros queridos que me dão a vida,
como é belo o seu cantar!
Mal acordo e já sinto o seu ruflar.

Beija-flores me dando seu Bom Dia,
junto às Borboletas queridas, que passam,
céleres, no meu Mágico Jardim!

E ouço o canto dos Bentevis,
num alegre murmurar,
presos à mangueira
que lhes é peculiar!

Pássaros, meus lindos pássaros
não se vão embora ainda!
Não é chegada a hora de nossa despedida!..

E com a alma pequena,
vejo-me, na distância do caminho,
que me leva da casa minha
e me deixa longe daqui!..

Pássaros, meus lindos pássaros!
Vou lhes dar meu Até Logo,
talvez um Até Breve,
pois logo voltarei
correndo pros chilreios teus!..

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"




::: Menu ::: Voltar :::

 

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

CrysGráficos&Design
Webmaster e Designer:Crys