Hoje, vejo, de onde estou,
a natureza!
Bela, linda, pura,
inatacável!..

Sim, pois aqui, todos se amam!
Borboletas voam e são felizes!
Beija-flores vêm e vão!
Têm entrada livre!
Néctar para seu sustento!

As flores acabaram de abrir.
Vou lá fora:
Uma orquídea já vai nascer!..
Prepara-se para este ritual de vida;
Nascer, viver e partir!
E, outra abrirá e virá me fazer companhia.

Como um amor que parte e outro que vem,
nos dando, às vezes, mais amor,
mais ternura, do que aquele que se foi,
apesar de não o acreditarmos !..

Sim, desabrocha, em nosso coração,
um novo amor, uma nova vida,
um novo despertar
que nos chama
e ao qual precisamos atender!

Vem, Novo Amor,
caminha comigo lado a lado,
junto, unido, preso,
onde faremos de novo tudo acontecer!

Eda Carneiro da Rocha