Sim, tenho um coração
Que bate ligeiro e fagueiro
É meu recanto preferido
Com janela sempre aberta
Em comunhão de flores
Muita paz e amores.

Nele com ternura abrigo
O mais seleto tesouro
A família e os amigos
Nele não guardo feridas
Guardo somente alegrias
E boas recordações da vida.

Meu coração minha guarida
Pulsa forte diante da lida
Impulsiona minha alegria
Agita e logo se acalma
Diante da sinceridade
E da doce palavra amiga.

Coeur, cori, heart, corazón
Seja em qualquer idioma
Quanto amor e afeição
No sangue que nele circula
E faz inundar de ternura
Os dias, as noites no tempo
No meu e no de todo ser
Que pensa, encanta e ama
Com a mais intensa afeição
É o meu... e o seu coração!

Yara Nazaré



::: Menu ::: Voltar :::

 


CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

 

CrysGráficos&Design