Saudade de Ti,
de mim, de nós...
De nossos anseios, lutas, juntas,
presas por um sentimento
que não passa, nem passará!..

Mãe, Te amo hoje, como ontem.
Hoje com Esperança!
Um dia nos veremos,
me embalarás,
me olharás com aqueles olhos,
minhas janelas d'alma,
meigos e doces
ao me fitar!

Mãos sempre presas,
num aperto de alma,
de calma, de todo amor!

Mãe, Borboleta Querida,
Te amo com fervor!
Passam os dias, horas e minutos.
Sei que estás sempre comigo,
Mãe querida, poeta minha!

Mãe! Muito te devo e deverei.
Aceita nete dia, Mãe querida,
sempre amada, todo o meu
" Amor"

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"

Poema dedicado a minha amada mãe
Esmerilda Soares Carneiro da Rocha







::: Menu ::: Voltar :::

 

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!


CrysGráficos&Design