Idoso!

Que palavra é essa que tanto nos assusta?
Será o medo do caminhar?
Do caminhar literalmente e verdadeiramente?
Será que já não nos vemos bonitos e jovens?
Ou é o medo do amanhã?

Do amanhã incerto, sem companhia,
sem um braço amigo, sem um beijo,
sem um carinho...
Ah! Também serei idosa!..
Tenho certeza!
Mas penso mais no corpo,
pois a alma caminha altaneira,
corre pelos prados,
voa atrás de ti
que é o meu doce amor!

E, terei forças para te alcançar,
onde estiveres,
pois minh'alma não tem pernas,
não tem braços vigorosos,
mas sim um coração
que jamais parará de bater,
que jamais deixará de amar a luz do sol,
de procurar o brilho das estrelas,
de correr sempre atrás do teu sorriso!..

Amor, não quero, mas serei idosa...
Idosa o serei...
Prometo, no entanto,
que jamais o deixarei
nem que seja em sonhos,
sempre te alcançarei!..

Eda Carneiro da Rocha

....


CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!