Hoje, regarei meu jardim, minh’alma
Canteiros inanimados para que vicejem Esperança
Amor sem esta saudade que me é companheira.
Meus sonhos para que não caiam inanimados...

Regarei meu coração tão só
Meus olhos que já estão regados
Meus abraços que já estão colados
Onde depositarei até minha Vida,

Te darei, hoje, sempre, todos os dias
Tua presença em sonhos meus
Que jamais morrerão, jamais findarão
Sendo a Primavera de meu coração!

Eda Carneiro da Rocha
“ Poeta Amor”

 

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

 

::: CrysJuanGráficos&Design :::