O homem que te ama também
quer receber as flores que desejas!
Mas este homem tem que ter carinho e amor,
delicadeza das tuas mãos, minha flor!

Faze de mim teu escravo,
mas o saibas fazer com doçura, com ardor,
com desejo que não acabe nunca,
na arte de reinventar eternas brincadeiras,
na arte de fazer amor!..

Nos dias rotineiros, fala-me de teus problemas,
nós os repartiremos, com doçura!
Vem, me põe na cama, como na primeira vez,
em que nos amamos e tivemos por testemunha,
nosso eterno vigor!..

Tu não o sabes. mas também amo as flores.
Gosto de recebê-las de ti, meu suave raio de luar!..
Vem, querida, ama-me, hoje,
agora, como há algum tempo atrás,
em que nosso sangue corria célere.
Revivamos com encanto esta fase,
em que não conhecemos o pranto.

Hoje, te amo mais do que ontem,
mais do que amanhã,
pois mulher, eterna companheira,
te quero para a minha vida inteira!

Eda Carneiro da Rocha






CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!


CrysGráficos&Design
Webmaster e Designer:Crys