Hoje, meditei sobre a palavra excesso...
Cheguei à conclusão
que há um excesso de mim, em ti!

Excesso, em meu olhar,
quando te olha e não quer mais parar!
Excesso de meus beijos,
que procuram, avidamente, a tua boca
numa saudade louca!

Excesso de meu corpo que procura o teu,
sem nada encontrar...
Somente o nada
em meus lençóis vazios!

Palavras e mais palavras trocamos,
sem nada resolver!..
Sem nunca te ter!..
Excessos e mais excessos!..

E por mais que não queira,
continuo nessa vida,
aspergida de teu néctar
que me falta
no excesso de te Amar!..

Eda Carneiro da Rocha



CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!