Esperança e Grilo

Chegaste agora
já o esperava.
Atrasado,
mas veio
e começou a cantar,
lá fora
embaixo da minha janela
grilo que era
com a sua alegria
a dar pulos
e me tirar a atenção.

Outra companheira:
a esperança
quase sempre vem,
surge na telinha
verde que é
inseto pequenino
que ressalta a esperança
em nossa vida.

Então ,tenho hoje dois companheiros
verdadeiros
grilo e esperança.
Para me fazerem companhia
quietinha onde estou
fazendo poesia.

Eles nem sabem que eu sei
da sua existência
em minha vida querida.
E vêm,quase toda noite:
esperança e grilo
para me fazer companhia.

Eda Carneiro da Rocha


CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!