Quando chegares a minha casa,
entra sem bater!..
Não verás uma casa rica ,em matéria,
mas irás ver meus pássaros do céu
que já se tornaram meus amigos.

O Beija-Flor que aqui vem todo dia.
As Borboletas que voam e me surpreendem,
Ah! Amigos, a Rosa de maio
que já começou a desabrochar, linda bela,
multicor, em seu vasinho que estava quebrado
e nem tinha notado!..

Ela cresceu, simplesmente, sem saber,
onde estava!
Comprarei um vaso mais bonito,
pois ela o merece.
Mas apesar disso, desabrochou e Viveu!..

Não me pedem nunca nada!
Só me dão uma suave alegria,
de nascer, brotar e me ver!

Troco a água para o beija-flor todo dia,
como se fosse um ato religioso
ao qual não posso me furtar,
pois quando o esqueço,
ele vem me chamar!..

Grito-lhe: " Beija-Flor, onde estás?
E, acreditem ou não, Ele aparece!..
Atos de Amor compõem a minha vida.
Do meu cantinho, vejo,lá fora,
a natureza em flor!

Que posso mais querer?
Se tenho Amor e mais Amor,
somado, multiplicado e dividido,
com meus amigos
que são meu porto seguro,
onde deposito minha cabeça,
para não sofrer pelo dia de amanhã!..
Basta o hoje!
A cada dia o seu Amor!..

Eda Carneiro da Rocha

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Formatação/Adaptação:Crys

Gráfico:Creative