Elegia ao Amor

Amor dado,
amor amado
amor teu e meu.
Jogado ao vento,
Apanhado!
Amor não se joga fora,
só se acrescenta.
Soma- se a Felicidade
de dois corações,
presos, inalterados.
Amor pai, mãe,amigos,
inimigos!
Amor carinho, sensual,erótico,
todas as formas
de amar.
Amor sofrido, perdido e achado
achado para os dias meus.
E por tanto te amar, Amor,
ofereço-te
o mais sagrado, o mais puro, o mais divino,
o mais meu:
o meu Amor
que é só teu.

Eda Carneiro da Rocha