Minha Outra Asa

Não posso voar, como Anjo,
mas Deus criou o amor.
para que pudéssemos voar,
como um único ser.

Pegaríamos as nossas mãos
e seríamos apenas um, como Anjo,
a voar, neste céu azul, encontrando
nossa outra asa, alma gêmea da nossa!..

E, tentei este vôo!..
Lancei-me neste Infinito,
te procurando e te achando,
Anjo que és, para segurar minhas mãos,
num momento extremo de Eterna Felicidade,
encontrei minha outra asa, para ser feliz!..

E voamos, agora, não em dois,
tranformamo-nos em apenas um
que se ama, se amarão nesta vida
pois somos humanos,
transformados em Anjos
em sublime elevação!..

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"

::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Alma Gêmea da Nossa

Alma gêmea da nossa, lanço-me, no espaço azul.
Com minha asa a flutuar, corpos erguidos,
mãos dadas no ar, simbolizando o nosso
unico ser, e, como anjo posso voar...voar...alto,
para te pegar, e lançar, nas nuvens de algodão,
como dois seres amados, únicos e criados por Deus.

E, neste terno vôo, te encontrei, meu Anjo
do outro lado do Infinito.
Na ansia de te encontrar procurei, chamei por ti,
gritei bem alto, Anjo meu de uma só asa, onde tu estás?

Anjo meu veio a minha direção e disse:
Estou aqui, trazendo, em minhas mãos, toda
a felicidade que desejo para ti, minh'alma gêmea,
para nos unirmos e sermos felizes para sempre!...

Agora, podemos lançar nosso vôo,
pois o amor nosso é tão transparente,
que vamos nos transformar, em um único Ser,
pois somos um só Anjo, transformados em Amor!...


Maria Aparecida Macedo
"Maria Anjinha"





::: Menu ::: Voltar :::


CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

 

CrysGráficos&Design