Creio em mim pela Força que me deste.
Creio em mim com uma força inalterável.
Creio em mim pois não sou mais temerosa
Ceio em mim pois sou meiga e generosa!

Alma boa que sente muita compaixão
Que Te agradece em ser o que sou
Sempre disposta a tudo aprender

Quando pensava que nada mais via
Tomaste-me as mãos de uma só vez
Tirando-me do Poço da Solidão

Te Amo, Te louvo e Louvarei
Com a crença dos que creem
Dos que não largam mais Tua mão

E Tu ma dás com aquele sorriso indulgente
De Pai pra Filha que encontrou seu lugar
Não mais Infelicidade, não mais medo!

Sou Tua Ovelhida com um balido fortalecido
Sereno e confiante pois estou em Tuas Mãos
Confiando na Vida que me devolveste
Pra caminhar nos prados verdejantes
Pra sempre Te louvar, Deus Meu e Meu Deus!

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"

 

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

 

 

::: CrysJuanGráficos&Design :::