Com este corpo enaltecido,
no belo da natureza,
és tu, mulher,
que me tiras a calma!

Me fazes sentir,
carinhos em profusão,
amor, eterno ,amor de roldão,
que me lança na cama,
com este ardor que me queima todo
me fazendo ser teu escravo!..

Com palavras calientes
tomo tua boca,
eternamente minha.
teu corpo, como brinquedo,
tomo-te todinha!

Somos apenas um
a dançar este balé da vida,
de orgias e vontade
de querer-te tanto
que chego a bailar, no espaço.

Meu eu, dentro do teu,
sobeja desejo, tesão e lampejo!

És minha, finalmente,
Vem, toma-me em teu regaço
faze de mim, no teu espaço,
tua cria amada,
num belo compasso!..


Eda Carneiro da Rocha
” Poeta Amor”



 

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

 

Tube:mb

::: CrysJuanGráficos&Design :::