Cobro-me o tempo, não dado a ti!
As estrelas que não contemplamos,
o amor que não vivemos,
a lua que não vimos,
os pássaros que não chilrearam,
as borboletas que não nos deram seu néctar!..

O meu amor perdido,
nesta imensidão, não dado,
apenas esperando,
para te cobrar tudo que sinto por ti,
meu doce raio de mim!..

Quero-te, como o raiar do dia,
que se aproxima!
Como a noite bem dormida,
cochilando com as estrelas,
os momentos não presentes
que sinto por ti!..

Meus olhos vagueando, esparsos
procurando só a ti!
Cobro o tempo gasto, sem nada fazer,
pois vivo sem ti, amo sem ti,
E, dessa maneira, sem teus cuidados,
permaneço sem ti!..

Eda Carneiro da Rocha



CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Criação de Gráficos e Páginas:
Webmaster e Designer:Crys

Imagem Top: Suzi Sgai