Chamavam-me de "Louca"
Perdera a Sorte, a Fortuna, o Amor
que sentia ainda, no mundo,
a minguar sentimentos vãos!..

Louca era, em querer teu Amor!..
E mais louca em não poder tê-lo...
Agarrei-me à dor!
Sofri,
chorei,
desamei,
fugi!...

Entrei dentro de mim!
Só solidão, pelo chão!
Não mais pássaro pequenino
que corria, ao teu colo, na eterna saudade ,
na busca incontida de teus beijos, teus abraços,
teu cheiro, cheio de amor, nos nossos lençóis!..

Não mais!
Só esperar, passar pela vida,
correr atrás de ti que perdi ,em meu caminho,
obscuro, obtuso, perplexo e fugidio!..

Louca, eu o sou,
por amar-te tanto...
Querer-te ,assim ,dessa maneira
desabusada, minha e tua,
até à Loucura Total!..

Eda Carneiro da Rocha