Menu

 

Voltar

 

Em xícara de porcelana, serviram-me o chá da vida...
Ele me curaria de tudo o que sentisse: " Amargura, dores, fracassos,
decepções, enfim, de tudo o que sentia e que não me fazia bem.
Tomei-o, esfumaçante!
Entre a fumaça esmaecida, repensei a minha vida e encarei o passado,
com firmeza, o futuro com galhardia, tendo Deus, em meu coração.
O presente seria resolvido, dia após dia!
Afinal, tinham me prometido que seria o " Chá da Vida",e,
que após tomá-lo, seria uma nova pessoa...
Com magia, fechei os olhos e deixei que salutares lembranças
se passassem diante de mim...
Revi minha meninice feliz, minha adolescência, como quase
todos os adolescentes suscetíveis, nessa época da vida.
Minha mocidade, já quase independente e querendo lutar,
para ser dona do meu nariz.
Mal sabia eu o quanto era difícil ser " Dona do Meu Nariz"!
Mais um outro gole de chá, e revi minha casa, onde nasci,
meus parentes, minha vida, como num filme...
Teria muito que lutar para ser quem eu pensava ser!
Abracei a luta!
Tornei-me independente, tornei-me o ser que eu queria.
Escolhi minha vida com obstinação.
Seria diferente das outras pessoas?
Não o sabia...
A vida iria me mostrar.
E parti para esta aventura, na incógnita de mim mesma.
Lutei muito, me formei, dei muitas e muitas aulas do idioma Francês,
matéria específica e da matéria "Vida"!
Mais um gole deste chá misterioso que me levava
a mundos deconhecidos :
O meu verdadeiro " Eu" que queria se esconder de mim mesma.
"Não quero mais este esconderijo secreto!
Quero por para fora o que realmente sou"!
Sou o " Amor", em todas as formas possíveis e impossíveis.
Consagrei-me a ele e fiz dele a minha morada.
Decepções, sim, eu as tive. Todos as têm.
Mas, com todo este tempo de vida vivida, posso lhes dizer,
com sinceridade:
"Sou feliz, pois sou o que quis ser, no mais profundo do meu " Eu",
descobri o meu amor e lutaria por Ele sempre.
Não me escondo mais de mim mesma.
A luz se acerca de mim e brilho nesta vida, como filha de um Pai Universal
que me compreende e me dá amor, não me julgando jamais.
Só Ele nos entende, em todos os momentos, em todas as escolhas,
em nosso livre arbítrio.
Sou o que sou, na minha essência, de ser feliz.
Do Chá oferecido, sobrou-me " O Chá da Vida"!
Vida com garra, com palavras e determinação,
para entender qualquer pessoa....
Se não és feliz, ainda, o podes ser...
Nunca é tarde, para alcançarmos nossos ideais
e nossos verdadeiros objetivos.
Ajam no Positivismo!
Deixem sua alma lhes falar!
Cresçam, dentro de si mesmos, e, não deixem de sempre vislumbrar
a luz que vem de um mundo superior, para nos embalar,
neste Canto Universal, onde todos sorveremos este delicioso
" Chá Da Vida"!

Numa tarde Crepuscular, em que a Noite desceu,
com sua Lua e Estrelas, para me fazer feliz!..

Eda Carneiro da Rocha




CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

 

Midi:M-China-Danilo Tomic-A way alone-wa