Palavras lanço,
não ao vento!
A ti que serás sempre
minha tônica vislumbrada,
nos dias intermitentes que passam,
nas noites mal dormidas,
nas horas vazias,
te procurando sempre,
sem te achar, pois és um sonho
que não acaba, neste meu doce sonhar!..

Então, me escondo, sem nada falar,
sem nada pedir, sem ter o que quero,
ouso pensar em ti, te desejar,
como mulher amada, dona de meu viver
neste nosso eterno :

" Canto de Amor"!..

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"


 
 

 

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!


CrysGráficos&Design
Webmaster e Designer:Crys