Bocas que se procuram
no desespero de um beijo!
Bocas que se acham, se aturdem,
se perdem,na ânsia incontida de amar!

Bocas que unem seus lábios, suas línguas
na linguagem muda da procura de seus desejos.
Línguas que se encontram, se descobrem
num beijo molhado de um sabor indescritível
com este louco frenesi de amor!..

Bocas que já não suportam mais esta solidão
de serem apenas bocas sozinhas...
Que sonham com o calor deste beijo
Que acontecerá a qualquer momento,
onde se encontrarão, finalmente
para saciar a fome deste desejo!

Bocas, Apenas Bocas

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"



::: Menu ::: Voltar :::

 

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

CrysGráficos&Design
Webmaster e Designer:Crys