Eu te daria muitos, se pudesse!
Um infinito de beijos!
Do mais doce ao mais ardoroso,
para embalar minha vida:
" Beijos"
com esta canção!

Beijos e mais beijos, até te sufocar e me dizeres:
" Chega"!..
Não posso mais!
Para e me deixes ao menos respirar,
para recomeçar, com todos os beijos que quiseres
me beijar,
pois o beijo é uma invenção sublime.

O mar beija a areia, os pássaros me beijam,
as Borboletas correm a me espreitar, esperando
meu doce beijar!..

E, quando chega à noite, a Lua desce do céu,
entra, em meu quarto,com seu suave luar,
e vem me beijar!..

E, assim, beijada, por tudo e todos,
componho este poema ,
para não esquecer do teu beijo,
meu doce raio de amar!..

Eda Carneiro da Rocha

" Poeta Amor"


 

::: Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página :::



WebDesigner&Master: CrysGráficos&Design