Baila coração!
Sai do claustro em que te coloquei!
Sai, passeia no espaço,
vai em busca de muitos abraços
que eu nunca mais te sangrarei!

Já te sangrei em meu peito,
muitas lágrimas caíram,
muito choro contive,
numa tristeza infinda
que só me causou dor de amor!

Não! Não mais quero essa dor!
Baila, Coração!
Faze da música tua companheira,
encontra um amante mais alegre do que eu!

Não quero mais chorar tristezas!
Quero sorrir alegrias,
te tratar melhor do que te tratei!..
Fazer de ti algo belo e precioso
que estava escondido em meu peito.

Coraçao,
nunca mais te sangrarei!..
Deixo-o livre,
carta de alforria
para amar,
viver,
sentir
meu amor que ainda é só teu!

Eda Carneiro da Rocha




CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!