Vem, meu coração,
não me faças mais sofrer !..
Tenho-o cravado no peito,
não quero um punhal.
Quero um coração liberto, para te amar!..

Coração dolente que tudo sabe,
até o que não deveria saber.
Cála-te!
Dá-me um conforto!..

Que este coração alado não me dê mais padecer!..
Quero voltar a bailar com ele.
Na palma de minha mão, como se pássaro pequenino fosse,
para me socorrer e não me deixar de novo, no chão!

Coração, ouve-me, alegra-te e bailemos,
neste compasso de dança triunfal,
onde percorreremos todas as notas,
até encontrar nosso inesquecível bailar!..

E, neste espaço sideral,
nos encontraremos de novo,
como antigamente, em que me davas a mão,
teu corpo cingido, ao meu, nesta orgia de sentimentos,
onde sempre seremos iguais!

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"



 

::: Menu ::: Voltar :::


CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

 

CrysGráficos&Design